Outra iniciativa do Grupo Sinos é a mobilização por alternativas para desafogar o trânsito na BR-116, principalmente no trecho entre Porto Alegre o Vale do Sinos, e evitar a implantação de uma praça de pedágio no percurso.

A principal delas é BR-448, também batizada de Rodovia do Parque, que terá, no total, 22,3 quilômetros de extensão e ligará a RS-118, à BR-290, na capital. O governo federal está investindo R$ 824 milhões na obra.

Outra alternativa é RS-010, Rodovia do Progresso, que tem 42 quilômetros de extensão e mais 18 quilômetros de estradas que farão ligação com outras rodovias, como a RS-240 e a BR-386. A estrada atenderá diretamente dez municípios (Porto Alegre, Gravataí, Cachoeirinha, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Campo Bom e Sapiranga), mas deverá beneficiar todo o fluxo da região. A obra terá investimento de R$ 800 milhões.