Grupo Sinos recebe prêmio internacional em Educação

11/09/2012

Como um reconhecimento ao esforço por disseminar o valor da educação nas escolas da região, o programa Jornal na Sala de Aula do Grupo Sinos (Jornal NH, Jornal VS e Diário de Canoas) foi escolhido pela Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP, na sigla em espanhol), para receber o prêmio Excelência Jornalística, na categoria Jornal na Educação. O anúncio foi feito na última quarta-feira (08.08), em Miami, nos Estados Unidos, e a premiação ocorrerá durante a 68.ª Assembleia Geral da SIP, que se realizará de 12 a 16 de outubro, no Hotel São Paulo Renaissance, em São Paulo.

No País, foram premiados também os jornais A Folha de São Paulo, o Estado de São Paulo e O Dia. Focado nos direitos humanos e na liberdade de imprensa, o concurso anual que reúne o melhor do jornalismo das Américas, reconheceu trabalhos em 12 categorias. Na categoria Jornal na Educação, a proposta é valorizar trabalhos que incentivam o uso do jornal nas escolas como uma ferramenta de ensino.

Segundo o presidente da diretoria executiva do Grupo Sinos, Fernando Alberto Gusmão, o prêmio é um reconhecimento ao trabalho feito pela educação da região. “É uma imensa alegria receber um prêmio da SIP, que é reconhecida como uma das maiores organizações do mundo na área da imprensa, concorrendo com grandes jornais das Américas”, declara.

O programa Jornal na Sala de Aula surgiu com o objetivo de transformar o impresso em um recurso complementar às atividades curriculares e oferecer aos alunos um reforço na iniciação da leitura e da escrita. “Ao longo dos seus três anos, o programa tem incentivado o uso do jornal como uma ferramenta para despertar o gosto pela leitura. Hoje, o programa já conta com a participação de cerca de 32 mil alunos”, completa Gusmão.

Ferramenta eficaz para educação

A cada semana, alunos e professores recebem um exemplar do Jornal NH, Jornal VS ou Diário de Canoas nas salas de aulas das regiões do Vale do Sinos, Caí, Paranhana, Serra e região metropolitana. A edição pertence ao aluno, que pode, inclusive, levar o jornal para casa.
Para fortalecer o trabalho dos professores, o programa promove a cada ano diversas oficinas sobre o uso do jornal nas disciplinas. A iniciativa também publica matérias especiais de experiências em sala de aula, conta com um blog e um caderno mensal, com foco na educação. Recentemente o Jornal na Sala de Aula passou a contar com a certificação Empresa Amiga da Leitura, que tem como proposta o incentivo à participação da área empresarial no programa.

A iniciativa possibilita a compra de cotas do jornal por companhias, a fim de ampliar o acesso dos estudantes ao impresso. O programa Jornal na Sala de Aula é uma realização conjunta do Grupo Sinos, Feevale, Unisinos, Faccat e Unilasalle, além do apoio de secretarias de Educação e empresas.

Parceiras: instituições de ensino superior

"Parabenizo o programa pelo Prêmio. Se por um lado, o prêmio mostra que o trabalho é relevante, por outro permite que a gente mostre para a sociedade a importância dessa iniciativa. Este reconhecimento dará mais ânimo para continuarmos investindo neste trabalho, que tem feito a diferença na melhoria da qualidade da leitura dos alunos da região".
Rosemari Martins
Coordenação pela Feevale

"Estamos muito felizes com a premiação. É um programa que caracteriza-se por oferecer momentos de aproximação dos conhecimentos da academia com a prática da sala de aula, oportunizando assim uma qualificação da formação docente e de novos leitores. Acreditamos também que o jornal pode ser um ótimo material didático no aprendizado da leitura".
Regina Urmersbach
Coordenação pela Unisinos

"Como parceiros nesse programa, sentimo-nos também vencedores, pois é nossa tarefa operacionalizar o processo de leitura e exploração do jornal que chega às escolas de abrangência da Faccat. Considero o programa de suma importância, pois atinge um grande contingente de alunos que, em sua maioria, se não fora o programa, talvez jamais tivessem contato com um jornal".
Juliana Strecker
Coordenação pela Faccat

"O prêmio internacional é uma forma de incentivo ao trabalho que está sendo realizado, fazendo com que se mantenha ou melhore ainda mais sua qualidade. O programa é importante por envolver um número grande de escolas, por abordar diferentes temas nas oficinas e o fato das crianças e jovens terem acesso ao jornal, quando boa parte das famílias não têm condições de ter uma assinatura".
Maria A. S. Pasca
Coordenação pela UnilaSalle


Organização em defesa da imprensa

Com mais de 60 anos dedicados à defesa da liberdade de imprensa no hemisfério ocidental, a Sociedade Interamericana de Imprensa é uma organização sem fins lucrativos formada por mais de 1,3 mil publicações.

O prêmio SIP, promovido anualmente, busca incentivar a excelência no jornalismo e na defesa da liberdade de expressão. Dentre as categorias do prêmio, estão relações interamericanas, direitos humanos, cobertura de notícias, especiais, notícia em profundidade, fotografia, charges, infográficos, opinião, jornal na educação, cobertura de notícias on-line e cobertura multimídia.

Nesta edição, o Grande Prêmio SIP de Liberdade de Imprensa foi atribuído para o jornalista equatoriano César Ricaurte, fundador e diretor da ONG Fundamedio, que destacou-se, nos últimos tempos, por monitorar as agressões do governo Rafael Correa contra os jornalistas.

A entrega do prêmio ocorrerá durante a 68.ª Assembleia Geral da SIP, de 12 a 16 de outubro, em São Paulo, e deverá reunir cerca de 600 jornalistas e empresários de comunicação de 34 países para debater o presente e o futuro da profissão.


PREMIADOS

1. Relações Interamericanas - Folha de S. Paulo, Brasil, por Segredos do Itamaraty.

2. Direitos Humanos e Serviço Comunitário - Hora Cero, México, por Um caminho profano.

3. Jornal na Educação - Grupo Sinos (Jornal NH, Jornal VS e Diário de Canoas), Brasil, pelo programa Jornal na Sala de Aula.

4. Opinião - O Estado de São Paulo, Brasil, por O Desejo de censura 5. Cobertura de Notícias, O Dia, Brasil, por Reinício da Rocinha.”

6. Notícia em Profundidade, Semana, da Colômbia, para “Vítimas da Lei: Um passo histórico”.
7. Especiais, Milenio, México, para “La reina de los albures de Tepito.”

8. Fotografia, El Mercurio, do Chile, “Os protestos estudantis contra o sistema de ensino.”

9. Charge, Gabriel Ippoliti, La Nación, Argentina 10. Infográfico, Panorama, Venezuela, por sua “Peatones a su suerte”

11. Cobertura de Notícias Online, Prensa.com, Panamá, “O retorno do ex-ditador.”

12. Cobertura multimídia, Emol.com (Mercury), Chile, por sua “rádio-telescópio ALMA: o maior explorador do universo está no Chile.”

TAGS: jornal, sala, aula, preio,internacional,educação, SIP